Latentes Viagens

Este espaço é um experimento aberto, amplo, intuitivo e original. Liberto das amarras acadêmicas, sistêmicas e conceituais, sua atmosfera é rarefeita de ideias e ideais. Sua matéria prima é a vida, com seus problemas, desafios e dilemas. Toda angústia relacionada ao existir encontra aqui seu eco e referencial. BOA VIAGEM!


entre no verdadeiro mundo como suicida
carregue no espírito imagens de rebeldia
exale de seu perispírito o etílico cheiro da bebida
atravesse sem ânimo e cansado os caminhos da vida
ensimesmado e entritescido
reviva cruel pesadelo, interminável conflito
diga que aguenta viver nesse palco
mas diga que é para sempre
a morte lhe consome o desejo profundo
leve, longe, triste, alegre, que diferença faz?
insano, contraditório, irreversível
miserável rastejo no solo, restos de alguma coisa
busco na fome do dia o pão
dignidade ou compaixão?
sociedade vira as costas,
ceder a mão, fraqueza do espírito
ao mais forte cabe a indiferença
orgulho e vaidade, a planta da maldade
que nasce diariamente nos corações...
rostos que transitam endurecidos
olhares vagos, perdidos, entorpecidos
tudo é motivo para se perder
e se distrair
a paixão que cresce
o olho que emudece
a menina e sua prece
a vida apresenta sua tese
a aranha sua teia tece
o mendigo seu pão pede
a mãe seu amor cede
a internet poesia recebe
o leitor autor desconhece
os traços de divagação
verdade é dizer não
ao mundo alienação
carro, movimento, repetição
rotina vira padronização
natal, consumo, excitação
final de ano renovação
do idêntico sistema escravagista
louco, autoritário, oportunista
constroem-se pontes
nascem edifícios na vastidão da cidade
o ventre materno que algo expele
um grito de dor ou de alegria
comemora-se o nascimento de alguém
icenso, ouro e mirra
os três magos reacionários
apoiam o partido progressista
violência sensacionalista na mídia
presidente na mira da polícia
deputados, altos salários, corrupção
nenhuma novidade, nenhuma esperança
uma nova idade, pro homem máquina
produto industrial
o homem artificial dos novos tempos
enfeitado com fitas e remendos
e vestido religiosamente de branco
brindando ao velho novo ano
missa do galo, carnaval
semana santa, congestionamento anormal
parado, observo o cenário bélico
armamentista, periferia correria
dois mil graus.

1 comentários:

Total de visualizações de página

GINO RIBAS MENEGHITTI

Admiro todas as pessoas que ousam pensar por si mesmas.

Blog Archive

Posts mais Lidos e Visualizados

Frases de Albert Einstein

A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.

A imaginação é mais importante que o conhecimento.

Se A é o sucesso, então A é igual a X mais Y mais Z. O trabalho é X; Y é o lazer; e Z é manter a boca fechada.

Follow by Email

Translate

Google+ Followers