latentes viagens

Este espaço é um experimento aberto, amplo, intuitivo e original. Liberto das amarras acadêmicas, sistêmicas e conceituais, sua atmosfera é rarefeita de ideias e ideais. Sua matéria prima é a vida, com seus problemas, desafios e dilemas. Toda angústia relacionada ao existir encontra aqui seu eco e referencial. BOA VIAGEM!

me liberto do peso
do jugo da opressão
de todo pensamento
contrário a evolução
discípulo do tempo
aprendo com exatidão
a pressa é inimiga
impede a perfeição
defendo o raciocínio 
instrumento da razão
não sigo a maioria
rejeito a convenção
incito manifestos
desejo a discussão
aberto a ideias
avesso a tradição
destruindo a crença
formada em opinião
busco pela verdade
descubro nova visão
elevo o sentimento
provoco a conexão
ondas em equilíbrio
universo em expansão
emitindo frequência
sinérgica vibração
conceitos positivos
operam a transmutação
cansado de ruídos
barulhos e distração
procuro o silêncio
poder da compreensão
não existe no mundo
alguém vivo sem ilusão
todos reféns do medo
escravos da ambição
parece um pesadelo
fruto da imaginação
vivendo um falso filme
pecando por omissão
cercados de influência
negativa em exaustão
padecem de tormentos
por sua imprecaução
anestesiam os sentidos
brindam a destruição
saturados de prazeres
pervertem a diversão
bombardeios de ideias
alteram a percepção
a beleza da vida
convida a comunhão
em caráter de urgência
excesso de informação
promovem novidades
inovam com precisão
blindando a consciência
contra a voz do coração
instaura o fim do mundo
inicio da aflição
incorporam o sistema
sua única opção
devotos da rotina
servos da religião
obedecem cegamente
ignoram o que são
espíritos eternos
cumprindo sutil missão
fechando mais um ciclo
nesta nobre dimensão
abortam novas ideias
são contra a revolução
por fora até dizem sim
dentro gritam que não
dão sete passos firmes
e oito sem direção
procuram o caminho
a glória da redenção
olhar para si mesmo
é a "mágica" solução
ser sempre verdadeiro
mesmo em sua solidão 
pensando por si mesmo
chegando a conclusão
de que não vale a pena
viver sem reflexão

de toda 
felicidade 
no retrato
enquadrada, 

de todo 
sorriso 
ensaiado 
no tempo, 

do esforço 
de parecer 
feliz a todo 
instante, 

do número 
de amigos 
que se
apresentam

da virtual 
realidade 
dos atos 
expostos

é alto 
o preço 
para ficar
bem na foto, 

minha vida 
não possui 
grandes fatos 
ou acontecimentos,

sou
feliz 
agora

neste
exato 
momento

o culto
oculta 
a crua 
cultura

fé e axé
receitas
da cura

tecos
botecos
visíveis
fissuras

mil
manifestos
contesto
 a mistura 

 dança
caboclo
terreiros
macumba

mesas
vazias
aposta
sinuca

creio
nos credos
enredo
a procura

viatura
batida
o cana
dá dura

sangra
a carne
ferida
na rua

a alma
padece
emudece
nua

escrevi um poema

sem som
sem cor
sem performance

escrevi um poema

sem rima
sem métrica
sem estrofes

escrevi um poema

sem leis
sem regras
sem normas

escrevi um poema

na absoluta
ausência
das formas

escrevi um poema

no silêncio
augusto das
auroras

escrevi um poema

simplesmente
pelo prazer
de escrever

de ver
a palavra
nele nascer

escrevi um poema

para mim
e para você
que agora
me Lê

O poeta
Priscila
É você!!!

o homem
máquina

indústria 
senzala

produção
chibata 


pensa
em escala

os moldes
da massa

a voz
o apelo

o grito
do nervo
 sem alma

na noite
sossego
prozac

apenas 
conhaque
acalma

a pulsão
desejo

silêncio
do beijo
 namora

refém de
si mesmo

o medo
aflora

mecânica 
vida
primata 
 
anti lei 
monetária

tudo
tem
preço

sub produto
da fábrica

hora mal 
empregada

deseja o acerto   
ignora o erro
a raiva

seu corpo
se curva

o peso
labuta 

contas
e faturas

sacrifícios
renúncias

no coração
uma prece

segrega

segredo

silêncio
disputa 

refém 
da rotina

retém 
na retina

a lágrima
cura

Total de visualizações de página

GINO RIBAS MENEGHITTI

Escritor, Filósofo, Poeta, Ensaísta, Político, Rapper, Dependente Químico, Militante Ativo do PC do B, Técnico Administrativo do CEFET, Membro de Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos e Grupo Levanta de Novo. Ministra Palestras Gratuitas sobre Dependência Química e assuntos relacionados a Política, Educação e Cultura em Geral. Áreas de Interesse: Filosofia, Literatura, Psicologia, Psicanálise, Sociologia, Cinema, Música, Biografias, Dependência Química, Estudo das Artes e Religiões.

Blog Archive

Posts mais Lidos e Visualizados

Frases de Albert Einstein

A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.

A imaginação é mais importante que o conhecimento.

Se A é o sucesso, então A é igual a X mais Y mais Z. O trabalho é X; Y é o lazer; e Z é manter a boca fechada.

Follow by Email

Translate

Google+ Followers