latentes viagens

Este espaço é um experimento aberto, amplo, intuitivo e original. Liberto das amarras acadêmicas, sistêmicas e conceituais, sua atmosfera é rarefeita de ideias e ideais. Sua matéria prima é a vida, com seus problemas, desafios e dilemas. Toda angústia relacionada ao existir encontra aqui seu eco e referencial. BOA VIAGEM!

sentiu se
preso
ao tempo
aos poros
à pele

sentiu
o peso
do tempo
nos poros
da pele

despiu-se
do tempo
dos poros
da pele

descobriu-se
desespero
deserto

fantasmas
fantasiam
penumbras

ninguém
por perto
em si
testemunha

após o
grito
o silêncio
escuta

o olhar
do outro
lhe trouxe
pra perto

do seu
sabor
seu cheiro
seu credo

sua humana
carne
colhida

seu espirito
alma
descoberto

desespero
interno
findou-se

pequena
mácula
ninguém
enxerga

a sua
vida
triste
é um
doce

a sua
guerra
pública
decreta

o fim
da vida
particular
secreta

****************************************************

nada
oculto
neste
mundo
fica

mas
o
segredo
seleciona
a espécie

******************************************************


Todos os dias,
motivos estão,
estendidos na pia,
calçada, menina,
há diversão,
antigos quintais,
nas sombras das frutas,
roupas nos varais,
nada demais,
apenas o vento,
me leva no tempo
dos meus currais,
antigos demais,
sempre essenciais,
os milharais,
crianças correndo,
sorrindo, vivendo,
agora tanto faz,
nada demais,
o tempo me traz,
além dos dilemas,
infância um tema,
emite sinais,
dos meus ancestrais,
repousam em paz,
sacode a memória,
baú de estórias,
que bem me faz,
o tempo atrás,
vivido em paz,
com coisas reais,
que satisfaz,
nada demais...

no inicio é muito tranquilo,

confortável,
o sabor do primeiro gole,
inevitável,
o prazer do primeiro porre,
inimaginável,
sobre isso,
ninguém discorre,
é claro,
inofensivo no principio,
parece diversão,
ameniza os conflitos,
torna o inimigo irmão,
nos finais de semana,
sua presença exala,
auto confiança, segurança, emboscada,
beber não pegar nada,
parece até piada,
a gente se diverte,
torna a vida engraçada,
preenche o vazio,
nem parece vício,
impossível lembrar
que isto leva ao alcoolismo,
entre tantas festas,
clima de euforia,
acenderam um baseado
e eu entrei naquela brisa, 
amor a primeira vista,
quanta alegria,
minha mente vagava,
a consciência distraia,
tudo bem corria,
nada preocupava,
a vida era uma festa
e eu me embriagava,
varava madrugada,
valorizava as noitadas,
todos eram amigos
somente a família não prestava,
nunca me apoiava,
ainda criticava,
o estilo de vida que eu adotara,
minha presença era rara,
nunca estava em casa,
somente na quebrada,
junto com os caras,
quebrando um de boa
conhecendo a malucada,
com o tempo,
foi se o bom momento,
a novidade acabou,
restou o sofrimento,  
nada para amenizar a dor,
optei por experimentar, 
o louco pó branco em dose cavalar,
picos de euforia,
insana alegria,
encontrei comigo mesmo
usando cocaína,
doce ilusão,
tremenda perdição,
afundei o nariz
distanciei dos irmãos,
de nada adiantava os conselhos,
nunca tive medo,
minha primeira ilusão,
acreditar se dono da situação,
em meio a compulsão,
pura obsessão,
o que era liberdade
tornou-se minha prisão,
difícil admitir e aceitar
que para ser feliz
era preciso cheirar,
uma dose virar,
baseado fumar,
viver na porta do bar,
esperar a primeira dose do dia,
para acabar com a fissura,
e poder voltar a vida,
usava pra viver,
vivia pra usar,
esta história é verdadeira,
você pode acreditar,
difícil imaginar,
mas tente evitar,
se possível for
nunca ouse experimentar,
se já estava ruim,
ainda podia piorar,
ao conhecer a pedra
fiquei entusiasmado,
no primeiro puxo,
gatilho disparado,
mais um viciado,
quiçá um noíado ,
andando pelas ruas,
perdido e chapado,
apenas mais um trago,
nada quero mais,
viver já não satisfaz
percorri este caminho
com demônios e vampiros
escravo da adicção
conheci o fundo do poço
desespero e solidão
muita dor e sofrimento
mil pedidos de perdão
pedi ajuda, fui socorrido
agradeço a Deus por isso
assumi o compromisso
de buscar a recuperação
conheci os 12 Passos
princípios espirituais
mente aberta
boa vontade
aceitação e humildade
para recuperar a sanidade
vivo com a reflexão
só por hoje
na minha vida
eu tenho uma opção
ser assertivo comigo
sendo meu sim, sim
e meu não, não
agradeço a Deus
por estar vivo
pelos meus novos amigos
e pela vida em comunhão
conheci o valor da prece
o poder da meditação
hoje tenho dificuldades
mas também aceitação
pois tenho humildade
para poder lidar com a vida
sem devaneio e ilusão
só por hoje
lhe desejo
um dia de superação
estar limpo é desafio
viver sóbrio
a solução
a vida vale mais
sinto isso
na alma
e no coração!

Total de visualizações de página

GINO RIBAS MENEGHITTI

Escritor, Filósofo, Poeta, Ensaísta, Político, Rapper, Dependente Químico, Militante Ativo do PC do B, Técnico Administrativo do CEFET, Membro de Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos e Grupo Levanta de Novo. Ministra Palestras Gratuitas sobre Dependência Química e assuntos relacionados a Política, Educação e Cultura em Geral. Áreas de Interesse: Filosofia, Literatura, Psicologia, Psicanálise, Sociologia, Cinema, Música, Biografias, Dependência Química, Estudo das Artes e Religiões.

Posts mais Lidos e Visualizados

Frases de Albert Einstein

A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original.

O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.

A imaginação é mais importante que o conhecimento.

Se A é o sucesso, então A é igual a X mais Y mais Z. O trabalho é X; Y é o lazer; e Z é manter a boca fechada.

Follow by Email

Translate

Google+ Followers